CURSOS




Pedagogia

Graduação: Licenciatura



8 Semestres


Presencial


Manhã | Noite


3200 Horas

Maria José de Oliveira (maria.joliveira@uniesp.edu.b)

INSCREVA-SE           


Descrição

Apresentação:

Para atender às crescentes exigências regionais de profissionais hábeis e competentes na área de educação, a Organização Guará de Ensino implantou, em março de 1974 autorizada pelo MEC, a Faculdade de Educação de Guaratinguetá inicia suas atividades com o curso de Pedagogia, que obteve o seu reconhecimento pelo Decreto nº 80.334 de 14/09/1977.
Naquele momento a formação do docente dos anos iniciais do então ensino de 1º grau e da educação pré-escolar ocorria nos cursos de magistério no ensino de 2º grau. Ao curso de pedagogia competia a formação: do especialista em educação, que atuaria como administrador da unidade escolar e no sistema educacional como supervisor, inspetor, orientador; e no campo da docência dos profissionais que atuariam nos cursos de formação de professores no 2º grau. A organização do curso atendia a legislação vigente, a resolução nº 2 de 12 de maio de 1969.
Nosso curso de pedagogia habilitava seus alunos para: administração escolar de 1º e 2º graus; orientação educacional e a docência das matérias pedagógicas do 2º Grau.
É marcante a trajetória das faculdades mantidas pela Organização Guará de Ensino. O renome adquirido pelos cursos por ela mantidos atingiu outras cidades do Vale do Paraíba e também outras cidades da federação. Isto é constatado pela forte presença em seu alunado de estudantes provenientes de outras localidades. Entre os anos de 1976 e 2005, 3663 diplomas foram registrados pela Faculdade de Educação de Guaratinguetá. A maioria dos pedagogos formados pelo curso de Pedagogia atua nas escolas da região, sendo que muitos ocupam cargos de direção e supervisão na área da educação, no sistema público e privado de ensino, conforme nos revela a autoavaliação realizada com os egressos em 2005.
No processo de autoavaliação 97% dos egressos consideraram que: o curso atendia às expectativas quanto a formação profissional ao assinalarem que tanto as disciplinas profissionalizantes quanto as básicas foram significativas e embasaram a prática profissional destes. Avaliaram, ainda, o curso como ótimo e bom.
Em julho de 2006, os alunos e professores do 4º período do curso de pedagogia realizaram junto aos profissionais da educação da rede municipal de ensino de Guaratinguetá, uma pesquisa para definir o perfil deste profissional. Embora os dados ainda estejam sendo analisados, a análise preliminar indica para alguns dados interessantes: dos 161 professores que responderam o instrumento de pesquisa 42 eram ex-alunos da FACEG.
Estes ao responderem a questão: Durante a sua formação o que você julga ter sido o mais determinante para sua atuação profissional?, responderam: o estágio, a possibilidade de troca de experiências, o contato com ótimos professores e a fundamentação teórica que o curso possibilitou.
Com a nova LDBN de 1996 e diante das discussões que desde a década de 80 dominavam os meios educacionais sobre o perfil e a formação dos profissionais da educação, o papel da escola e a necessidade de construção de uma escola de qualidade, a FACEG busca novas alternativas para o seu curso.
Já em 1997 diversas iniciativas foram tomadas por esta instituição visando acompanhar as mudanças propostas pela nova legislação: reformulação da estrutura curricular do curso de pedagogia nas habilitações já autorizadas; reformulação do curso de pedagogia criando as habilitações de magistério da educação infantil, magistério das primeiras séries do ensino fundamental; criação do Instituto Superior de Educação que foi protocolado em 1998 junto ao SESU/MEC. Em 1999 os processos para a criação dos ISEs foram suspensos, assim nosso projeto também.
Em 2001, com a reabertura dos processos em função das mudanças na legislação de formação de professores, Resolução CNE/CP 01 de fevereiro de 2001 e a Resolução CNE/CP 02 de 18 de fevereiro de 2001, a instituição reformulou seu projeto de criação do ISE-Guaratinguetá e formulou seu projeto pedagógico para o curso normal superior que foi autorizado em 30 de setembro de 2003, um ano e três meses após a verificação in loco da comissão de especialistas do MEC.
Como já indicamos com as novas diretrizes para o curso de Pedagogia cumpre-nos agora revermos nosso curso. Buscar seus novos objetivos, o perfil profissional do seu egresso, o campo para a sua atuação profissional, a organização do curso, sua estrutura curricular, a organização da prática, da pesquisa e do estágio supervisionado.

Objetivo do Curso:

O curso de Pedagogia tem por objetivos:
a. contribuir para a formação de profissionais altamente qualificados, com uma visão crítica, criativa e inovadora, por meio de uma sólida formação geral e humanística.
b. desenvolver competências e habilidades em nossos alunos para que sejam capazes de conduzir os diversos aspectos implicados no trabalho pedagógico: o processo de ensino-aprendizagem em diferentes momentos da educação básica e em diferentes espaços educacionais; organização, gestão, coordenação e avaliação de projetos educacionais; produção, difusão do conhecimento científico-tecnológico do campo educacional com a formação de profissionais competentes e compromissados com a luta por uma sociedade justa e inclusiva.

Mercado de Trabalho:

A atuação do pedagogo formado pela FACEG se fará:

a. na docência na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental, nos cursos de Ensino Médio, na modalidade Normal, de Educação Profissional;
b. na organização do sistema educacional (gestores escolares, planejadores, coordenadores, orientadores educacionais etc.), unidades, projetos e experiências educacionais escolares e não escolares;
c. na produção e difusão do conhecimento científico e tecnológico do campo educacional;
d. nas áreas emergentes do campo educacional.
Para tanto o pedagogo formado na FACEG credenciado ao exercício profissional em múltiplas áreas do campo educacional estará apto a:
a. atuar com ética e compromisso com vistas à construção de uma sociedade justa, equânime, igualitária;
b. compreender, cuidar e educar crianças de zero a cinco anos, de forma a contribuir, para o seu desenvolvimento nas dimensões, entre outras, física, psicológica, intelectual, social;
c. fortalecer o desenvolvimento e as aprendizagens de crianças do Ensino Fundamental, assim como daqueles que não tiveram oportunidade de escolarização na idade própria;
d. trabalhar, em espaços escolares e não–escolares, na promoção da aprendizagem de sujeitos em diferentes fases do desenvolvimento humano, em diversos níveis e modalidades do processo educativo;
e. reconhecer e respeitar as manifestações e necessidades físicas, cognitivas, emocionais e afetivas dos educandos nas suas relações individuais e coletivas;
f. aplicar modos de ensinar diferentes linguagens: Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História, Geografia, Artes, Educação Física, de forma interdisciplinar e adequada às diferentes fases do desenvolvimento humano, particularmente de crianças;
g. relacionar as linguagens dos meios de comunicação aplicadas à educação, nos processos didático-pedagógicos, demonstrando domínio das tecnologias de informação e comunicação adequadas ao desenvolvimento de aprendizagens significativas;
h. promover e facilitar relações de cooperação entre a instituição educativa, a família e a comunidade;
i. identificar problemas socioculturais e educacionais com postura investigativa, integrativa e propositiva em face de realidades complexas, com vistas a contribuir para superação de exclusões sociais, étnico-raciais, econômicas, culturais, religiosas, políticas e outras;
j. demonstrar consciência da diversidade, respeitando as diferenças de natureza ambiental-ecológica, étnico-racial, de gêneros, faixas geracionais, classes sociais, religiões, necessidades especiais, escolhas sexuais, entre outras;
k. desenvolver trabalho em equipe, estabelecendo diálogo entre a área educacional e as demais áreas do conhecimento;
l. participar da gestão das instituições em que atuem enquanto estudantes e profissionais, contribuindo para elaboração, implementação, coordenação, acompanhamento e avaliação do projeto pedagógico;
m. participar da gestão das instituições em que atuem enquanto planejando, executando, acompanhando e avaliando projetos e programas educacionais, em ambientes escolares e não escolares;
n. realizar pesquisas que proporcionem conhecimentos, entre outros: sobre seus alunos e alunas e a realidade sociocultural em que estes desenvolvem suas experiências não escolares; sobre processos de ensinar e de aprender, em diferentes meios ambiental-ecológicos; sobre propostas curriculares; e sobre a organização do trabalho educativo e práticas pedagógicas;
o. utilizar, com propriedade, instrumentos próprios para construção de conhecimentos pedagógicos e científicos;
p. estudar e aplicar criticamente as diretrizes curriculares e outras determinações legais que lhe caiba implantar, executar, avaliar e encaminhar o resultado de sua avaliação às instâncias competentes.

Perfil Profissional:

A concepção que este projeto assume em relação ao pedagogo é de salientar a característica eminentemente intelectual do seu trabalho, ou seja, o profissional desta área deverá apresentar uma boa formação geral, desenvolver um conjunto de competências específicas e ter consciência de sua identidade como profissional da educação. Isto exige o compromisso com os deveres e responsabilidades que constituem a especificidade do seu trabalho e um comportamento moral, ético e político expresso nas atitudes relacionadas à prática profissional. Deverá ser um profissional que saiba lidar com a incerteza em permanente aprimoramento, comprometido com o futuro de sua formação, da instituição educacional e com a democratização do contexto sócio-político-cultural em que se insere.

O Pedagogo formado pela FACEG é um profissional:

a. que atua em várias instâncias da prática educativa, direta ou indiretamente ligadas à organização e aos processos de transmissão e assimilação ativa de saberes e modos de ação, tendo em vista objetivos de formação humana, definidos em sua contextualização histórica;
b. habilitado a atuar no ensino, na organização e gestão do sistema, unidades e projetos educacionais em espaços escolares e não escolares;
c. habilitado a atuar na produção e difusão do conhecimento em diversas áreas da educação;
d. que tem a docência como base obrigatória de sua formação e identidade profissional.

Diferenciais do Curso:

É necessário um equilíbrio entre a teoria e a prática que caracterize a essência da formação para as competências que, ao invés da querela e da tensão entre o campo abstrato e concreto, aponte para uma espécie de sinergia entre as duas áreas, gerando a reciprocidade e coerência entre o que se pensa e o que se faz.
Todas as disciplinas devem se articular, através de seus professores, entre si, de forma a desenvolverem projetos de trabalho, pesquisa ou outras atividades formativas que permitam não só o trabalho interdisciplinar como também a vivência de dimensões práticas em disciplinas tradicionalmente tidas como teóricas.
Sendo assim, no Curso de Pedagogia da FACEG, disciplinas desenvolverão projetos responsáveis por articular desde o início do curso teoria e prática pedagógica, tratada aqui como integrante das atividades formativas. Haverá, também, o estágio supervisionado totalizando 300 horas, articulado com a pesquisa através da elaboração do trabalho de curso.
A articulação entre a pesquisa e o estágio visa criar condições para se discutir, refletir, analisar e instrumentalizar os alunos em relação às formas de produção e apropriação do conhecimento na sua forma científica, apresentando ao futuro profissional a pesquisa como uma forma de ressignificação, aprofundamento e apropriação do seu trabalho, colaborando para a construção da autonomia deste profissional, para que  saiba agir, refletir sobre o seu trabalho e retomá-lo a partir desta reflexão de forma diferenciada.


Ato Legal de Autorização ou Reconhecimento: Reconhecimento Renovado pela Portaria SESU nº1.324, de 06/09/2010, publicada no  DOU.  em 09/09/2010

Informações Gerais


Documento Download
Estágio Supervisionado do Curso
Horários das Aulas do Curso
Matriz Curricular do Curso
PPC - Projeto Pedagógico do Curso
Regulamento da Brinquedoteca

Corpo Docente


Nome Email Currículo
Fernanda Mara Zaccaro de Aquino
-
Jilian Cardoso de Melli
-
Maria José de Oliveira
-
Moriça Santos de Souza Torres
-
Thais Poliana Neto
-
Vera Lucia de Faveri F. e Silva
-