Notícias

Ribeirão Preto: Alunos do curso de Pedagogia fizeram visita técnica na Creche Carochinha

Data: 24/05/2018 | 0 Comentário


Compartilhe

          

 

No dia 08 de maio, os alunos do curso de Licenciatura em Pedagogia da Faculdade de Ribeirão Preto realizou uma visita técnica a Creche Carochinha.

A luta por creche no Campus de Ribeirão Preto, data de 1978, quando foi formada uma comissão com objetivo de elaborar um estudo para implantação de uma creche.

Essa comissão foi composta por representantes dos funcionários, docentes e alunos e em 1980, realizou-se um levantamento da demanda e da expectativa da comunidade. Uma das conclusões dessa pesquisa foi a intenção de matrícula para 87 crianças menores de cinco anos.

A comissão começou a procurar um local próprio para instalar a Creche. A Coordenadoria do Campus ofereceu diferentes prédios (um foi a casa em frente ao Museu do Café) mas não conseguiu disponibilizar nenhum. Finalmente em 1982, foi cedido o antigo Grupo Escolar e iniciadas as reformas.

Em março de 1983, embora o prédio já houvesse sido entregue, a Creche não estava em funcionamento pois não havia sido definido qual órgão assumiria as despesas de instalação e manutenção.

A princípio, após uma visita do então Coordenador da COSEAS, ficou decidido que esta seria a responsável, mas a decisão da Reitoria, em 1984, foi de repassar uma verba para a ARFUSP - Associação Ribeirãopretana dos Funcionários da USP - e esta seria a responsável pela administração.

Em 1985, a Creche Carochinha inicia o seu funcionamento, atendendo 40 crianças de idades compreendidas entre 3 meses e 4 anos.

No ano seguinte, a ARFUSP formalizou junto à Reitoria a entrega da Creche para a administração direta e a COSEAS passa a ser o órgão responsável.

Nesse mesmo ano, 1986, a capacidade é ampliada para 64 crianças e em 1987, para 75. Em 1991, o espaço físico da Creche, o quadro funcional e a faixa etária de atendimento são ampliados e a Creche passa a atender 140 crianças, de 4 meses até 6 anos e 11 meses de idade.

 




Deixe seu comentário
Seu endereço de e-mail não será publicado.




    Seja o primeiro a comentar!