Publicações

Docentes da UNIESP têm trabalhos publicados nos Anais do Encontro Internacional de Bioética, promovido pela Universidade Mackenzie

0 Comentário


Compartilhe

               

    O ano de 2022, justamente quando comemora seu Jubileu de Prata,  foi muito especial para a UNIESP quanto às atividades de pesquisa e extensão e quanto às publicações, principalmente no que se refere ao aumento da quantidade e da qualidade da produção de seus docentes.

     A Diretoria de Pesquisa, Extensão e Publicações –  DIPEX concentra todas as atividades de que é responsável e que compartilha com as Instituições que compõem o Grupo UNIESP  num Centro de Ensino, Pesquisa e Extensão – CEPE, sendo que,nas atividades de ensino, oferece Cursos Extraclasse de formação geral/temas transversais, de capacitação, de nivelamento e de preparação para concursos públicos, além de lives, aulas magnas, encontros, semanas acadêmicas etc; nas atividades de pesquisa, oferece um Programa de Pesquisa e Iniciação Científica – PROPIC, alguns projetos especiais e o grande sucesso de 2022: os Núcleos de Pesquisas. Quanto às atividades de extensão, as IES UNIESP implantaram neste ano a extensão curricular, atendendo à Resolução CNE/CES 17/2018,  em que 10% da carga horária total dos cursos são destinadas às atividades em que o aluno “aprende fazendo” ações que consistem em prestação de serviços à comunidade, atendendo as suas necessidades.  

    Os Núcleos de Pesquisa UNIESP  - em Ciências Ambientais;  em Saúde Humana; em Linguagens e Ensino; e em Ensino e Pesquisa de Culturas Afro-brasileiras e indígenas – foram criados em 2022 sob a coordenação do Professor Pós-Doutor João Adalberto Campato Jr.

O primeiro Núcleo de Pesquisa implantado foi o de Pesquisas em Ciências Ambientais, que passou a ter a participação de Professores da UNIESP que se titularam Mestres pela Universidade Brasil com bolsas cedidas pela UNIESP por meio do Programa de Apoio à Titulação Docente – PTDO, que possibilitou a titulação de 60 (sessenta) docentes (Mestres/Doutores), sendo a maioria Mestres em Ciências Ambientais.

Já no primeiro semestre de 2022, os docentes Mestres pesquisadores do Núcleo de Ciências Ambientais realizaram o Iº Colóquio do Centro e Núcleos de Pesquisas Uniesp, produto das primeiras pesquisas publicadas, cuja matéria a respeito pode ser lida em https://uniesp.edu.br/sites/institucional/noticia.php?id_noticia=6546 e em   https://uniesp.edu.br/sites/institucional/noticia.php?id_noticia=6608

 

    As pesquisas e suas publicações tiveram continuidade e resultaram em novo colóquio, o IIº, que foi um verdadeiro sucesso de visualizações e certificações, que podem ser constatadas em   https://uniesp.edu.br/sites/institucional/noticia.php?id_noticia=6653

 

Os Anais dos dois Colóquios serão publicados em janeiro de 2023.

 

Os pesquisadores do Núcleo de Pesquisa em Ciências Ambientais, no entanto, não brilharam apenas na UNIESP: representando a Instituição no VIII Encontro e III Simpósio Internacional realizado na Universidade Mackenzie, os professores Mestres Rosana Torrano – com a exposição   Calçadas drenantes e a ética e a Bioética Ambiental" – Hermison Ricardo Bioni – com a palestra "Embriões Excedentários: possíveis filhos ou material genético. Uma questão polêmica” Marcela Hiluany – que tratou do tema  A importância dos Parques Urbanos como espaços de saúde , convivência e bem-estar – e o coordenador dos Núcleos, o Professor Pós-Doutor João Adalberto Campato Jr. com a exposição Comunicação Ambiental na era da pós-verdade : implicações éticas.”, apresentaram com excelência esses trabalhos, o que foi registrado em (https://uniesp.edu.br/sites/institucional/noticia.php?id_noticia=6634)

 

Em meados  deste mês, a Universidade Mackenzie publicou os ANAIS  do Encontro, do qual fazem parte os trabalhos citados, apresentados pelos docentes Mestres da UNIESP, o que coroa com pleno êxito todas as atividades de pesquisa, suas exposições e publicações bem-sucedidas no ano de 2022 na UNIESP. Que essa experiência sirva de motivação para novas empreitadas em 2023 para que a produção docente evolua ainda mais.

 Parabéns a todos os participantes do Núcleo de Pesquisa em Ciências Ambientais da UNIESP pelo desempenho neste ano de Jubileu de Prata!




Deixe seu comentário
Seu endereço de e-mail não será publicado.




    Seja o primeiro a comentar!