CURSOS




Serviço Social

Graduação: Bacharelado



8 Semestres


Presencial





3297 Horas

()

INSCREVA-SE           


Descrição

Apresentação / Objetivo

Objetivo Geral do Curso

O objetivo principal do Curso de Serviço Social é formar assistentes sociais que possuam uma consciência crítica da realidade social e uma visão totalizadora do homem como ser social; preparar o futuro Profissional para identificar as várias formas em que se manifestam as várias expressões da questão social e o desrespeito aos direitos sociais para, em seguida, formular, gerenciar, implementar, implantar, avaliar e acompanhar  projetos que enfrentem estas situações;  atuar em equipes multidisciplinar e atividades ligadas a saúde, saneamento básico, habitação, educação e previdência

 

Objetivos Específicos do Curso

• Formar profissionais capacitados para o desvendamento da realidade social, por meio da leitura crítica das expressões da questão social; 

• Formar profissionais capazes de estabelecer estratégias de enfrentamento das manifestações da questão social de forma criativa e propositiva;

• Formar profissionais capacitados para a organização e mobilização da sociedade civil, tendo em vista o fortalecimento da Democracia e a ampliação do acesso aos direitos sociais, econômicos, políticos e civis da sociedade brasileira; 

• Formar profissionais comprometidos com o rigor teórico-metodológico, com o projeto ético-político e com o Código de Ética do Assistente Social. 


Objetivo Geral do Curso


O objetivo principal do Curso de Serviço Social é formar assistentes sociais que possuam uma consciência crítica da realidade social e uma visão totalizadora do homem como ser social; preparar o futuro Profissional para identificar as várias formas em que se manifestam as várias expressões da questão social e o desrespeito aos direitos sociais para, em seguida, formular, gerenciar, implementar, implantar, avaliar e acompanhar projetos que enfrentem estas situações; atuar em equipes multidisciplinar e atividades ligadas a saúde, saneamento básico, habitação, educação e previdência.

Objetivos Específicos do Curso


- Formar profissionais capacitados para o desvendamento da realidade social, por meio da leitura crítica das expressões da questão social;
- Formar profissionais capazes de estabelecer estratégias de enfrentamento das manifestações da questão social de forma criativa e propositiva;
- Formar profissionais capacitados para a organização e mobilização da sociedade civil, tendo em vista o fortalecimento da Democracia e a ampliação do acesso aos direitos sociais, econômicos, políticos e civis da sociedade brasileira;
- Formar profissionais comprometidos com o rigor teórico-metodológico, com o projeto ético-político e com o Código de Ética do Assistente Social.

Mercado de Trabalho

O profissional formado na Faculdade Frutal – FAF está apto a exercer sua profissão nas instituições que têm contratado o (a) Assistente Social. Em geral os (a) Assistentes Sociais são contratados para atuar nas prefeituras, associações, instituições assistenciais e de apoio à luta por direitos, sistema judiciário e presidiário, sistema de saúde, empresas privadas, sindicatos, sistema previdenciário, ONGs, centros comunitários, escolas, fundações, universidades, centros de pesquisa e assessoria.

Inserção no Mercado de Trabalho

A inserção do (a) Assistente Social se dá por meio de concursos públicos, processos seletivos, amplamente divulgados em órgãos de imprensa (internet), ou em modalidades escolhidas para oferta de emprego ou solicitação de serviços técnicos especializados por hora técnica trabalhada. O Serviço Social é uma profissão que considera uma questão ética o submeter-se a processos de contratação transparentes, públicos, na medida em que se publica e defende princípios de democracia, da justiça social.

Perfil Profissional

O graduado em Serviço Social pela FAF atuará nas expressões concretas da questão social por meio da articulação das dimensões crítica, autônoma, investigativa e criativa, sendo capaz de compreender a realidade e elaborar alternativas próprias e coerentes com a relação entre forças e sujeitos sociais implicados na dinâmica social mais geral e particular. O profissional deve ser comprometido com a formação intelectual permanente e os valores e princípios norteadores do Código de Ética do Assistente Social.

Dessa maneira, o assistente social será habilitado a realizar o exercício profissional no âmbito da prestação de serviços nas mais diferentes áreas: saúde pública e privada; previdência social; educação e qualificação do trabalhador; assistência à família, à infância e adolescência, aos idosos, às pessoas portadoras de necessidades especiais; projetos de habitação popular; movimentos sociais; assistência social, participação nos sistemas jurídicos e penais; gestão de benefícios e serviços sociais empresariais, consultorias, assessorias e avaliação a projetos de alcance comunitário, entre outros. Tendo ainda, como competências e habilidades especificas a elaboração, execução e avaliação dos planos, programas e projetos sociais, viabilizando a participação dos usuários nas decisões institucionais.

Seguindo a nova lógica curricular em que, reafirma o trabalho humano como atividade central na constituição do ser social, o referido projeto pedagógico, ressalta ainda que as mudanças emergentes nos padrões de acumulação e regulação social no sistema capitalista exigem um redimensionamento das formas de pensar e agir dos profissionais diante das novas demandas e possibilidades colocadas para o mundo do trabalho.

O avanço do chamado terceiro setor, formado pelas organizações não governamentais vinculadas à defesa dos direitos humanos e sociais e a prestação de serviços nesta área dinamiza o mercado de trabalho do Serviço Social.

As exigências deste terceiro setor, que é altamente influenciado pela mentalidade empresarial (as fundações empresariais têm dado o tom nas formulações do terceiro setor) aliado às novas exigências para o mundo do trabalho ditadas pela globalização vem modificando o espaço ocupacional do assistente social.

Dessa forma, a função pedagógica da graduação em Serviço Social da FAF visa formar um profissional que assume o compromisso com a transformação dessa ordem societária e institui como estratégia de ação, no atual momento histórico, a luta por direitos sociais, comprometendo-se com a qualidade dos serviços prestados e com o fortalecimento do usuário, seu perfil tem que ser necessariamente crítico e questionador. É preciso, também que este esteja munido de um referencial teórico-metodológico que lhe permite apreender a realidade numa perspectiva de totalidade, e construir medicações entre o exercício profissional comprometido e os limites dados pela realidade de atuação.

Diferenciais do Curso na Instituição

A coordenação do curso de Serviço Social, colegiado do curso, núcleo docente estruturante (NDE) e a direção da FAF objetiva a formação profissional que propicie a formação de bacharéis em Serviço Social qualificados com capacitação teórico-metodológica, técnicooperativa e ético-político, com condição para a atuação profissional, viabilizando o desempenho de competências e habilidades, em consonância com as orientações vigentes pela ABEPSS, CNE e MEC/SESU que implicam na:

a) apreensão crítica do processo histórico como totalidade;

b) investigação sobre a formação histórica e os processos sociais contemporâneos que definem a sociedade brasileira, no sentido de apreender as particularidades da constituição e desenvolvimento do capitalismo e do Serviço Social no país;

c) apreensão do significado social da profissão desvelando as possibilidades de ação contidas na realidade;

d) apreensão das demandas - consolidadas e emergentes – postas ao Serviço Social via mercado de trabalho, visando formular respostas profissionais que potenciam o enfrentamento da questão social, considerando as novas articulações entre público e privado;

e) exercício profissional cumprindo as competências e atribuições previstas na legislação profissional em vigor.

Isto implica compreender a profissão como processo sócio-histórico, possuidora de um projeto de formação profissional majoritário, expresso no Projeto Ético e Político da profissão. 

As competências e atribuições privativas do Assistente Social incorporadas nesse projeto estão dispostas na Lei 8.662, de 07 de Junho de 1993 – Código de Ética Profissional dos Assistentes Sociais nos artigos 4º e 5º que entre outros destaca ser competências do Assistente Social:

I - elaborar, implementar, executar e avaliar políticas sociais junto a órgãos da administração pública, direta ou indireta, empresas, entidades e organizações populares;

II - elaborar, coordenar, executar e avaliar planos, programas e projetos que sejam do âmbito de atuação do Serviço Social com participação da sociedade civil;

III - encaminhar providências, e prestar orientação social a indivíduos, grupos e à população;

IV - (Vetado);

V - orientar indivíduos e grupos de diferentes segmentos sociais no sentido de identificar recursos e de fazer uso dos mesmos no atendimento e na defesa de seus direitos;

VI - planejar, organizar e administrar benefícios e Serviços Sociais;

VII - planejar, executar e avaliar pesquisas que possam contribuir para a análise da realidade social e para subsidiar ações profissionais;

VIII - prestar assessoria e consultoria a órgãos da administração pública direta e indireta, empresas privadas e outras entidades, com relação às matérias relacionadas no inciso II deste
artigo;

IX - prestar assessoria e apoio aos movimentos sociais em matéria relacionada às políticas sociais, no exercício e na defesa dos direitos civis, políticos e sociais da coletividade;

X - planejamento, organização e administração de Serviços Sociais e de Unidade de Serviço Social;

XI - realizar estudos sócio-econômicos com os usuários para fins de benefícios e serviços sociais junto a órgãos da administração pública direta e indireta, empresas privadas e outras entidades. (LEI No 8.662, DE 7 DE JUNHO DE 1993.)


Resumo

Nome do Curso: Bacharel em Serviço Social

Ato Legal de Autorização ou Reconhecimento: Autorizado pela Portaria MEC 4583/2005
Reconhecido pela Portaria: MEC/CERES 23 de 12 de março de 2012
Publicado no DOU nº 53 de 16 de março de 2012

Informações Gerais


Documento Download
Matriz Curricular do Curso

Corpo Docente


Nome Email Currículo