Notícias

UNIESP - Birigui: FABI realiza Júri simulado na IES

Data: 20/06/2017 | 0 Comentário


Compartilhe

          

No dia 1 de junho, a Faculdade Birigui - FABI realizou uma atividade acadêmica com os alunos do curso de Direito, um julgamento perante o Tribunal do Júri Simulado, cujo acusado respondia à prática de dupla tentativa de homicídios qualificados e o feito original tramitou perante à Primeira Vara das Execuções Criminais e Anexo do Júri da Comarca de Araçatuba.

O Tribunal foi formado pelos alunos do 7° semestre noturno ea presidência foi exercida pelo aluno Denis Fernando Guicioli, tendo como representante do Ministério Público, a senhora Juliana Souza Bueno Silva, figurando como assistente de acusação, o senhor Jorge Alexandre Ribeiro. Na defesa, os senhores Thiago Antonio Spirandelli e Fernando Reis.

O Conselho de Sentença foi formado por alunos 1º Termo (“A” e “B”) do curso de Direito, Pedagogia, e de Educação Física, a fim de tornar o julgamento o mais transparente e imparcial possível. O acusado escolhido  foi o do 10º semestre, Guilherme de Lima Oliveira.  Também participaram do Tribunal do Júri, os alunos Valdênio de Almeida Costa, Débora da Silva Matos como Oficiais de Justiça, e o aluno Jeferson Willian Bragato, escrevente.

Como Policiais Militares que realizaram a segurança no “salão do júri”, os alunos Richieri Calebe de Souza, Flávio Alves da Silva e Daniel Lopes Pilan. Na condição de vítima, tiveram os alunos Daniela Oliveira Nascimento e Gustavo Gabriel da Silva Branco, este último do 1° semestre e o professor Eder Fábio Garcia dos Santos auxiliou externamente aos trabalhos.

Além disso, o referido 7º termo noturno, empenhou-se na organização, decoração, e inclusive realizou diversos sorteios de brindes por eles conseguidos, a fim de animar e incentivar os demais alunos, a quem a IES agradece, tanto a presidência dos trabalhos realizada pelo juiz, como a participação das partes (Ministério Público, assistente, e os defensores), e do próprio acusado, repita-se, todos nossos alunos, foram de dedicação ímpar, com atuação brilhante e digna dos mais louvados elogios.

Houve o sorteio dos jurados, coleta das declarações das vítimas, realização do interrogatório, debates, e posteriores réplica e tréplica, findando no julgamento, que teve resultado igual do caso real, ou seja, com a absolvição do acusado, demonstrando assim, o quanto os alunos estavam preparados quanto à técnica e conhecimento sobre os casos submetidos a julgamento perante o Tribunal do Júri.

O professor, Eder Fabio Garcia dos Santos, afirmou, “sinto-me honrado de ter participado da caminhada deste grupo de alunos, rumo a um futuro promissor, e bem próximo ao alcance de todos, em face do incentivo realizado pela UNIESP S/A, na pessoa do nosso diretor José Roberto Quintana, e participação ativa dos demais professores de todo o nosso corpo de docentes, aos quais indistintamente, endereço meus agradecimentos”.

                                     

 




Deixe seu comentário
Seu endereço de e-mail não será publicado.




    Seja o primeiro a comentar!