Quem Somos

História

Faculdade Santa Catarina – FASC foi credenciada pelo MEC em 12 de janeiro de 2006, através da Portaria nº 118, de 12 de janeiro de 2006, publicada no Diário Oficial da União em 13 de janeiro de 2006. Na ocasião, foram autorizados os cursos de Administração e Ciências Contábeis, respectivamente, pelas Portarias de n.º 119 e 120, ambos, de 12 de janeiro de 2006, publicada no Diário Oficial da União de 13 subsequente. 

Em 10 de fevereiro de 2006 foi autorizado o Curso Normal Superior, conforme a Portaria MEC de nº 500/2006 publicado no Diário Oficial da União em 14 de fevereiro de 2006. Este Curso foi transformado em Licenciatura em Pedagogia, consoante a Portaria nº 522 de 11 de junho de 2007 e publicado no Diário Oficial da União de 14 de junho de 2007.

No ano de 2011 a FASC teve seus cursos reconhecidos, consoante as Portarias 367, de 26 de agosto de 2011, publicada no Diário Oficial da União de 29 subsequente, que reconheceu o Curso de Bacharelado em Administração; Portaria nº 255, de 11 de julho de 2011, publicada no Diário Oficial da União de 12 subsequente, que reconheceu o Curso de Bacharelado em Ciências Contábeis; Portaria 446, de 1º de novembro de 2011, que reconheceu o Curso de Licenciatura em Pedagogia; e Portaria 286, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2012, que renovou o reconhecimento do Curso de Licenciatura em Pedagogia.

Faculdade Santa Catarina – FASC durante a sua existência vem procurando se apresentar a sociedade em geral como uma Instituição de Ensino Superior – IES comprometida com a qualidade da formação intelectual de seus alunos, com a qualidade da sua produção científica, artística, filosófica e tecnológica e, principalmente, com o atendimento às necessidades, aos anseios e às expectativas da sociedade, formando profissionais técnico e politicamente competentes e desenvolvendo soluções para problemas locais, regionais, nacionais e internacionais.

Faculdade Santa Catarina - FASC fica localizada na Região Político Administrativa III (RPA3) que é composta por 29 (vinte e nove) bairros, que juntos somam uma população de 323.626 Habitantes

Esta região abriga muitos monumentos históricos e culturais, tais como: Capela de Nossa Senhora dos Aflitos (1762), The British Country Club (1920), sede do Clube Náutico Capibaribe com seu campo de futebol, antiga Casa do Barão de Casa Forte (onde hoje se encontra o Colégio das Damas Cristãs), Praça de Casa Forte num projeto de Burle Marx, Igreja Matriz da Paróquia de Casa Forte (construída no mesmo local da capela do Engenho de Ana Paes ou de Casa Forte (local de grandes batalhas contra os holandeses), vários prédios da Fundação Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais (principalmente, o seu Museu do Homem do Nordeste), o Açude de Apipucos, Casa-Museu de Magdalena e Gilberto Freyre, a Igreja de Apipucos, a Faculdade Marista por cima da colina, o Museu de Ciências Naturais, o Horto de Dois Irmãos, casarões do século XIX, Usina Dois Irmãos, o Poço das Panelas com seus casarões dos séculos XVIII e XIX, Igreja de Nossa Senhora da Saúde (Igreja do Poça de Panelas), Capela de Nossa Senhora da Jaqueira (1766), Parque da Jaqueira, Abrigo de Ponte d’Uchôa que era parada das famosas Maxambombas (primeiros trens urbanos do Recife), Hospital Ulysses Pernambucano ou Hospital da Tamarineira (século XIX), Palácio dos Manguinhos (residência do arcebispo de Olinda e Recife), Matriz das Graças (século XIX), Museu do Estado, casarão do século XIX que abriga a Academia Pernambucana de Letras, Quartel do Derby e o Sítio da Trindade que abriga além de um belíssimo casarão, pontos de saída de túnel vindo de Olinda e construído pelos portugueses durante a invasão holandesa (também funcionou o Arraial de Bom Jesus – palco de muitas lutas com os holandeses), entre muitos outros.

A Faculdade Santa Catarina – FASC já conquistou amplo reconhecimento por parte dos alunos e da comunidade de modo geral. No entanto, a Instituição planeja contribuir, ainda, para satisfazer ainda mais a demanda por formação profissional que cresce com o número de alunos que concluem o ensino médio e desejam ingressar no mercado de trabalho. A Faculdade engajou-se no processo de desenvolvimento que se verifica na região e ocupa, com muito empenho e dedicação, as oportunidades criadas por uma sociedade que caminha a passos largos para ampliar sua participação no cenário nacional na medida em que o fortalecimento dos investimentos privados e a modernização do Estado criam novas solicitações e estímulos nas áreas da produção e do conhecimento. Para garantir a confiabilidade e qualidade dos seus serviços, a FASC desenvolve as seguintes ações:

Atividades de Monitoria = A Faculdade Santa Catarina – FASC estimula a prática de pesquisa e o aprofundamento do conhecimento também através do programa de Monitoria, destinado a propiciar aos alunos interessados a oportunidade de desenvolver suas habilidades para a carreira docente, nas funções de ensino, pesquisa e extensão, assegurando, por sua vez, cooperação didática tanto ao corpo docente, quanto ao discente, nas funções universitárias.

- Atividades de Extensão = O Núcleo de Extensão oferecerá à comunidade e aos alunos, cursos de extensão e seminários sobre temas específicos, sujeitos a planos e projetos próprios, submetidos aos respectivos conselhos dos cursos. Além de organizar, ao menos uma vez a cada semestre letivo, um evento (simpósio, congresso, jornada, encontro, etc.) sobre temas atuais nas áreas dos cursos, que mereçam estudo e pesquisa mais aprofundados ficando subordinados a supervisão e o desenvolvimento. Sob os projetos constará obrigatoriamente o professor responsável pela atividade de extensão, os alunos integrantes do projeto e o planejamento econômico-financeiro demonstrando a viabilidade da sua implementação.

- Relações e parcerias com a comunidade e instituições = A Faculdade Santa Catarina – FASC desenvolve parcerias com a comunidade, mediante convênios, acordos e contratos, para a implantação e desenvolvimento de Estágios curriculares e extracurriculares para os alunos dos cursos de graduação; Práticas investigativas, serviços e cursos de extensão; Atividades complementares; Parcerias para a interação teoria-prática; Atividades culturais, sociais, desportivas e científicas; Realização de congressos, seminários, simpósios e eventos similares, para interação entre a comunidade acadêmica e comunidade social; e Projetos comunitários.

- Metodologia do processo ensino-aprendizagem = A metodologia do curso para alcançar os objetivos previstos está baseada nos seguintes desafios: a) Natureza das disciplinas: imprimir ao Curso maior volume de disciplinas teórico/práticas e práticas, principalmente aquelas que têm possibilidades de desenvolvimento com apoio de informática ou outros recursos que exijam um número menor de alunos por turma. b) Flexibilidade: esta questão busca responder tanto às diretrizes curriculares, que enfatizam a necessidade desta dimensão, como também questões pertinentes à área do conhecimento administrativo, cuja velocidade de mudança e atualização é muito grande, exigindo um processo de releitura permanente de algumas dimensões do saber administrativo. c) Aproximação com o ambiente de trabalho:  esta necessidade busca instituir elementos facilitadores deste diálogo desde o primeiro ano do desenvolvimento do currículo. E d) Inclusão de valores guia do Projeto Pedagógico do Curso:  diz respeito à inclusão e preservação de valores guia do Projeto Pedagógico. Valores, bem como a formação específica do Administrador, evitando um currículo excessivamente generalista.

- Avaliação do Processo de Ensino-Aprendizagem = A avaliação do ensino e da aprendizagem consistirá num conjunto de ações desenvolvidas de forma sistemática, processual, integral e que primarão pelo caráter diagnóstico e formativo, tendo as seguintes funções consideradas primordiais: Obter evidências sobre o desenvolvimento do conjunto de habilidades, conhecimentos e atitudes necessárias à constituição de competências previstas nos PPCs; Orientar ou reorientar as ações e os encaminhamentos do trabalho pedagógico, de acordo com as finalidades educativas previstas nos PPCs; e Sustentar a tomada de decisão sobre a progressão do aluno para a fase seguinte da matriz curricular.

- Atendimento ao Discente = O educando é o centro das atenções do processo de ensino-aprendizagem. Pensando assim e para responder às suas necessidades da forma mais adequada, a Faculdade Santa Catarina - FASC mantém em permanente funcionamento políticas de atendimento ao discente, a seguir descritas.

- Núcleo de Atendimento ao Discente (NAD) = A missão desta Unidade é a de desenvolver um trabalho de caráter preventivo, focado no resgate da aprendizagem, ressignificação dos conhecimentos e estímulo à autoestima. 

- Apoio Psicopedagógico = O acompanhamento do desempenho discente e o apoio às suas atividades acadêmicas são da responsabilidade dos coordenadores de curso, tendo como suporte o núcleo específico. Os coordenadores recebem, ainda, o auxílio dos professores do curso, com jornada diferenciada, para atenção aos alunos, especialmente, no apoio psicopedagógico, na orientação para o processo de aprendizagem, na elaboração de relatórios de estágio estágios curriculares e extracurriculares, visitas técnicas, projetos de diagnóstico organizacional ou trabalhos de conclusão do curso e nas atividades complementares. O serviço de Apoio Psicopedagógico, juntamente com o NAD, destina-se a apoiar os alunos nos aspectos relacionados ao processo ensino-aprendizagem, nas relações interpessoais e na autoajuda. 

- Mecanismos de nivelamento = A Faculdade Santa Catarina  - FASC oferece cursos de nivelamento, a partir de diagnóstico inicial, no primeiro semestre letivo de cada curso e aprimoramento dos programas de monitoria e de iniciação científica. O diagnóstico é realizado nas primeiras semanas do primeiro período letivo dos cursos, para os alunos ingressantes, em Língua Portuguesa e em Matemática, além de teste específico para leitura, compreensão e produção de textos.

- Atendimento extraclasse = O atendimento extraclasse é realizado por todos os setores da Faculdade (Secretaria Acadêmica, Biblioteca, Ouvidoria, Núcleo de Apoio, Coordenadorias dos Cursos, Professores em TI e TP etc.), a fim de proporcionar ao discente ambiente adequado ao êxito da aprendizagem. Os laboratórios podem ser utilizados pelos alunos, fora do horário de aulas, com a participação de monitores e dos técnicos dos laboratórios, para o reforço da aprendizagem prática. 

- A biblioteca tem horário de funcionamento adequado as necessidades dos alunos para que os mesmo possam realizar suas pesquisas bibliográficas, leituras ou trabalhos em grupo sem prejuízo da presença em sala de aula.

- Acompanhamento ao egresso = É feito através de formulários enviados, através de correspondência para todos os egressos, com o objetivo de coletar informações sobre atuação na área, levantamento dos empregadores e profissionais liberais, campos de atuação, principais demandas do mercado e principais deficiências na formação, entre outros. Os dados obtidos permitem traçar um perfil do egresso e de sua distribuição e ocupação no mercado de trabalho, assim como fornecem subsídios úteis para aprimoramento do curso, norteando mudanças curriculares, além de apontar para as necessidades de implantação de cursos de, aperfeiçoamento e de pós-graduação lato sensu, além dos já existentes hoje na Faculdade, e stricto sensu, que serão criados em decorrência do desenvolvimento da Instituição.

- Estímulos às Produções acadêmicas = A Faculdade Santa Catarina - FASC além dos projetos que desenvolve através do Núcleo de Atividades Complementares, possui uma política de apoio à participação de alunos em eventos de diversas naturezas, tais como cursos, programas de capacitação, visitas técnicas, seminários e projetos de voluntariado, dispensa de aulas, dentre outros, destinando, anualmente, uma verba específica no seu orçamento para essas atividades.

- Programas de Bolsa = A Faculdade Santa Catarina - FASC possui uma política de bolsas bem abrangente que envolve, além dos programas de desenvolvimento acadêmico, monitoria e iniciação científica, bolsas destinadas a alunos carentes que se enquadram nas diretrizes gerais de apoio e financiamento de estudos para alunos carentes.

- Núcleo de Talentos = Este órgão tem por objetivo orientar, desenvolver e encaminhar alunos e ex-alunos para o mundo do trabalho, orientando-o quanto ao desenvolvimento de habilidades e competências que ajuda a aumentar seu nível de empregabilidade. Além disso, o programa disponibiliza materiais e ferramentas de capacitação que o auxiliarão na elaboração de seu plano de carreira.

 

Missão

FACULDADE SANTA CATARINA – FASC assume como missão gerar e difundir conhecimentos científicos, tecnológicos e culturais, destacando-se como instituição de referência nacional na formação de indivíduos críticos e éticos, dotados de sólida base científica e humanística e comprometidos com intervenções transformadoras na sociedade e com o desenvolvimento sustentável.

 

UNIESP
Fernando Costa - Presidente da UNIESP


Direção Geral
Professora Fernanda Pereira Tavares

Coordenação do Curso de Bacharelado em Administração
Professor José Ednaldo Alencar Lima

Coordenação do Curso de Bacharelado em Ciências Contábeis
Professora Eliane Menezes de Aquino

Coordenação do Curso de Licenciatura em Pedagogia
Professora Maria Betânia do Nascimento Cantalice

Coordenação de Projetos Sociais
Maria da Penha de Arruda

Secretária Acadêmica
Zaíra Viard Borges Machado

Núcleo de Apoio ao Discente - NAD
Professora Ana Cláudia Alexandre da Silva

Nucleo de Produção e Pesquisa Científica

Professor Luís Oliveira da Costa Filho

Coordenação de Estágio
Professora Roberta de Assis Ribeiro de Oliveira

Coordenador da Empresa Júnior
Professor Jarbas de Araújo Gomes