Notícias

Estudar no Atlético? Clube lançará 'Universidade do Galo' em setembro

Data: 29/08/2018 | 0 Comentário


Compartilhe

          

A Vila Olímpica, clube de lazer do Atlético localizado na Região Norte de Belo Horizonte, sediará um polo da ‘Universidade do Galo’. O clube alvinegro planeja lançar oficialmente o projeto já em setembro.
 
Fundamentada no ensino a distância (EAD), a nova instituição também terá atividades presenciais e é fruto da parceria com a Universidade Brasil, patrocinadora do clube. Desde janeiro, a marca da empresa é estampada na omoplata, região próxima ao ombro, da camisa de jogo alvinegra.
 
Clube e patrocinadora têm a intenção de, posteriormente, inaugurar outros polos da ‘Universidade do Galo’ em BH e em outras cidades de Minas Gerais, a depender da demanda. O espaço destinado à parceria na Vila Olímpica já foi estilizado para receber os estudantes a partir de outubro, quando começa o quarto período anual de ingresso de alunos em instituições de EAD.
 
“Vamos lançar o projeto em breve, em setembro. Atleticanos terão condições especiais. Os sócios terão descontos ainda mais agressivos. Uma das coisas legais é que o torcedor que se formar pode, se quiser, receber um diploma personalizado, com o escudo do clube”, disse o gerente de patrocínios do Atlético, Pedro Melo.
 
Nas redes sociais, o clube alvinegro se refere à 'Universidade do Galo' desde abril. O termo, entretanto, não havia sido ligado ao projeto propriamente dito. A exemplo do Atlético, o Corinthians também terá um polo da Universidade Brasil, localizado na arena.
 
A parceria entre Atlético e Universidade Brasil começou a ser costurada no final de 2017. Em Belo Horizonte, o reitor da instituição de ensino, Fernando Costa, se reuniu com o presidente alvinegro, Sérgio Sette Câmara para fechar o contrato. Os dois também se encontraram com o prefeito da capital e ex-mandatário do clube, Alexandre Kalil, para discutir a eventual ampliação do projeto.
 
Desempenho do time vale bolsas de ensino
 
A ideia é que atletas profissionais, jogadores das categorias de base e pessoas de baixa renda também se tornem alunos da Universidade do Galo. Segundo Fernando Costa, a parceria com o Atlético vai além do simples contrato de patrocínio, também firmado com clubes como Corinthians e Flamengo.
 
“Não é ser patrocinador, mas um parceiro na educação. É levar para os atletas da base e para o time principal o acesso à universidade para que eles possam ser profissionais e atuar após o encerramento da carreira. Quarta-feira, atleta joga no Recife; domingo, joga em Porto Alegre. O EAD possibilita deixar a universidade ao lado do atleta, na concentração, no CT, no avião ”, disse, em entrevista ao Superesportes.
 
Cada aluno matriculado garante ao Atlético uma quantia, não revelada pelas partes. Mas, além das questões financeiras, clube e Universidade Brasil distribuem bolsas de estudo para pessoas que comprovem baixa renda a depender do desempenho do time no Campeonato Brasileiro.
 
Cada gol marcado, vitória, partida sem ser vazado e rodada na liderança correspondem a uma bolsa integral. Os responsáveis por escolher os agraciados são jogadores, comissão técnica e diretoria do Atlético. Até a rodada 21, haviam sido distribuídas 52 bolsas.

Fonte: www.mg.superesportes.com.br



Deixe seu comentário
Seu endereço de e-mail não será publicado.




    Seja o primeiro a comentar!