Novembro Azul é uma campanha criada em 2011 pelo Instituto Lado a Lado pela Vida que tem a missão de conscientizar os homens sobre a prevenção do câncer de próstata e os exames que eles devem fazer.

Segundo os dados Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de próstata é o segundo tipo mais comum entre os homens (perde apenas para o câncer de pele não melanoma). Em 2016, mais de 61 mil novos casos da doença serão registrados no Brasil. Por ano, são mais de 13 mil mortes: uma a cada 40 minutos.

A edição deste ano aborda o tema: “De Novembro a Novembro Azul – Movimento permanente pela saúde integral do homem”. Durante todo o mês, serão feitas, em todo país, atividades de orientação sobre o câncer de próstata e saúde do homem e ações para estimular a atividade física. Haverá ainda a distribuição de material informativo e prédios serão iluminados de azul, como Viaduto do Chá, em São Paulo, e Congresso Nacional, em Brasília. No Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, 17/11, o Cristo Redentor será iluminado.

Na UNIESP, mais uma vez, várias unidades do Grupo Educacional vão realizar diversas ações no sentido de orientar sobre o câncer de próstata e alertar o homem sobre a importância de cuidar de sua saúde.

O câncer de próstata ocorre principalmente em homens mais velhos. Cerca de 6 em cada 10 casos são diagnosticados em homens com mais de 65 anos, sendo raro antes dos 40 anos. Por este motivo, recomenda-se que a prevenção seja feita a partir dos 45 anos se existe risco elevado para o surgimento do câncer, ou seja, casos de câncer de próstata na família. Se não existe, o homem deve visitar o urologista anualmente a partir dos 50 anos e realizar o exame de toque (dura apenas 10 segundos) e de PSA, principais meios para detectar a doença precocemente, quando as chances de cura são maiores e os tratamentos, menos invasivos.

Os principais fatores de risco são:

  • Idade (cerca de 62% dos casos são de homens a partir dos 65 anos);
  • Histórico familiar;
  • Raça (maior incidência entre os negros);
  • Alimentação inadequada, à base de gordura animal e deficiente em frutas, verduras, legumes e grãos;
  • Sedentarismo;
  • Obesidade;

Sintomas que só aparecem nos casos avançados:

  • Vontade de urinar com urgência;
  • Dificuldade para urinar;
  • Levantar-se várias vezes à noite para ir ao banheiro;
  • Dor óssea;
  • Queda do estado geral;
  • Insuficiência renal;
  • Dores fortes no corpo;

Converse com seu urologista sobre o tema, esclareça as dúvidas e livre-se do preconceito. A detecção precoce pode salvar sua vida!

Mais informações acesse: http://ladoaladopelavida.com.br/campanha/novembro-azul





     


Deixe seu comentário
Seu endereço de e-mail não será publicado.




    Seja o primeiro a comentar!